Coworking para advogados: quais as vantagens e desvantagens?

coworking para advogados

Coworking para advogados: quais as vantagens e desvantagens?

Entenda no post de hoje quais são as vantagens e desvantagens de um coworking para advogados e as facilidades para esse nicho.

 

Conforme uma reportagem da Exame, existe uma crescente tendência de espaços compartilhados focados em nichos, como a advocacia.

Esses espaços trazem desde uma infraestrutura mais adequada, incluindo a sobriedade da decoração e o layout das salas, até a facilidade de estabelecer relações produtivas com colegas de profissão.

Os coworkings já são amplamente apreciados no mundo todo, mas hoje, vamos apresentar as vantagens e desvantagens dos coworkings para advogados.

 

Quais as vantagens dos coworkings para advogados?

Redução de custos

Os custos envolvidos com aluguel de salas comerciais, internet, água, luz e mobiliário, sem falar em recepção, manutenção e limpeza, são um dos maiores problemas para a profissão dos advogados.

Um escritório de advocacia deve ter toda essa infraestrutura, que fica sob sua total responsabilidade.

Já em um coworking para advogados, quem cuida de tudo é o escritório compartilhado.

As salas privativas são espaços que já possuem toda a infraestrutura necessária para os advogados trabalharem.

Tudo isso sem aumentar os custos. Ou seja, a economia é alta quando se leva em conta toda essa infraestrutura.

 

Comodidade

Ao receberem seus clientes, os advogados precisam de um local adequado, confortável e sóbrio.

Os coworkings podem oferecer o espaço perfeito para esses atendimentos, com salas de reunião totalmente preparadas e equipadas.

Não é necessário chegar mais cedo para preparar a sala. Tudo já estará pronto para o horário agendado.

 

Relações produtivas

É comum que advogados tenham relações com outros profissionais, tanto da mesma área quanto de outras.

Em um coworking para advogados, essas relações são muito facilitadas, já que existe um amplo ambiente repleto de profissionais de todas as áreas de atuação.

Fica muito mais fácil estabelecer parcerias, encontrar oportunidades e até mesmo parceiros de negócios.

Inclusive, como a reportagem no início do texto aponta, muitos escritórios começam a se fundir no coworking. 

Foi o caso do advogado Leo Fischer, que conheceu seu sócio, Benjamín Muñoz, dentro de um coworking.

 

Foco

O coworking é um espaço que disponibiliza diversos tipos de ambientes para os profissionais.

Entre eles, estão as estações compartilhadas, mas também existem as salas privativas.

Essas, são ótimas para advogados, pois permitem manter o foco, a produtividade e a privacidade em todos os momentos.

Basta fechar a porta e trabalhar como se você estivesse em um escritório próprio.

 

Serviços agregados

Os coworkings tradicionais já ofereciam serviços adicionais que facilitam a vida dos profissionais.

Hoje, porém, esses serviços foram elevados e contemplam uma enorme gama de facilidades.

O advogado conta com endereço fiscal, endereço comercial, salas de reuniões, copa ou cozinha, limpeza, manutenção, atendimento personalizado, gestão de correspondências, entre outros.

 

Localização

A maioria dos escritórios compartilhados ficam em localidades nobres, de fácil acesso e altamente apreciadas.

É o caso do MyCW, com duas unidades localizadas no coração de São Paulo, na Avenida Paulista.

Em um ambiente como esse, o advogado não apenas aproveita a credibilidade de trabalhar em um dos locais mais cobiçados do Brasil, mas também todas as facilidades que a região oferece.

 

E quais as desvantagens de trabalhar em coworking?

Com todas as vantagens apresentadas acima, fica claro que não existem muitas desvantagens dos coworkings para advogados.

O que podemos dizer, em termos de desvantagens, é o fato de que o coworking não é um escritório próprio.

Dessa forma, não é possível modificar o funcionamento do escritório. Os profissionais podem sim personalizar seu trabalho em diversos aspectos, mas os horários de atendimento, por exemplo, são fixos, apesar de amplos.

Além disso, você não terá 100% de liberdade dentro do coworking. Obviamente, existem regras a serem respeitadas para o bom convívio entre todos os profissionais.

Fora isso, não há outras desvantagens que possamos apontar.

Se você gostou da ideia dos coworkings para advogados, aproveite para saber como escolher um escritório compartilhado para advogados.

E se este texto foi útil para você, compartilhe!

Nosso site usa cookies para melhorar o desempenho e a sua experiência de navegação. Para mais informações, consulte abaixo nossa Política de Privacidade.
Aceitar